domingo, agosto 01, 2010

COMO EDUCAR OS FILHOS SEGUNDO A BÍBLIA?


Corrigir os filhos é um dever dos pais. A Bíblia diz: Não retires a disciplina da criança, porque, fustigando-a com a vara, nem por isso morrerá (Pv 23.13).

Contudo, esse tipo de disciplina (com a vara, símbolo de um leve castigo físico) só deve ser aplicado à criança com mais de três anos. Uma criança com menos idade é apenas um bebê; por isso não tem noção do que é certo ou errado. Se levanta a mão para você, está agindo instintivamente e repetindo o seu gesto. Logo, é perfeitamente possível, nessa idade, corrigir a criança sem a necessidade de tapas, que apenas a machucam, sem que ela entenda por que está apanhando e absorva alguma lição.

Evidentemente, mesmo quando a criança tem condições de entender a correção que está recebendo, os pais não devem infligir-lhe castigos despropositados ou exagerados. Em momento algum a Bíblia recomenda aos pais abusar física, emocional ou moralmente dos filhos. Não é isto que é fustigar com a vara. Logo, os pais não têm o direito de queimar seu filho, de tirar-lhe a comida, de promover humilhações morais. Isto não é disciplinar, é torturar a criança; é uma prova de desequilíbrio dos pais.

Existem gestos, olhares e atitudes que os pais podem usar para mostrar à criança que não estão gostando do que ela está fazendo. Na maioria dos casos, basta uma conversa. Somente em alguns momentos extremos, precisarão usar a “amorosa” correção física, pois, se não o fizerem, a “vida” o fará. E pode ter certeza de que não será da forma amorosa como os pais o fariam.

Disciplinar é mais do que corrigir um mau comportamento, substituindo o errado pelo certo. É gerar reflexão, a fim de que a criança constate que obedecer a princípios gera paz, alegria e bom relacionamento.

A disciplina deve ser apropriada a cada fase em que a criança se encontre. Mas, qualquer que seja a idade de seu filho, evite gritar, fazer gestos bruscos e discutir na frente dele, pois ele poderá tornar-se nervoso, violento e/ou briguento. E, antes de tudo, ore e jejue por ele. Peça a Deus sabedoria para criá-lo nos caminhos do Senhor. Não o deixe muito tempo em frente à televisão; antes, leve-o a cultivar o hábito de ler a Bíblia em casa e ouvir louvores.


A arma mais poderosa da educação é o amor que podemos dedicar aos nossos filhos. Para isso, é preciso reservar um tempo diário para dar-lhes mais atenção e conversar com eles. Caso contrário, a televisão, as revistas, a internet, os jogos de videogames e os amigos exercerão maior influência sobre as crianças do que os pais e os valores cristãos.

Pais ausentes geram filhos insubmissos. Pais desequilibrados geram filhos depressivos. Pais descrentes geram filhos desviados. Pais insubmissos geram filhos sem limites. Pais violentos geram filhos agressivos. Pais irresponsáveis geram filhos desordeiros. Façamos então, a diferença, ensinando o amor de Deus a esta geração.

Recomendo a leitura de Como conquistar a obediência dos filhos e Pais e filhos no reino de Deus, da Editora Central Gospel. Esses livros mostram de maneira prática e objetiva como educar as crianças de acordo com a Bíblia.
Que Deus abençoe a sua vida!

Texto: Silas Malafaia é psicólogo clínico, conferencista internacional e pastor evangélico.

3 comentários:

Anônimo disse...

PROCUREI ALGO SOBRE ESSE ASSUNTO,POR CAUSA DI EPISÓDIO QUE PASSEI HJ COM MINHA FILHA E NÃO SABIA O QUE FAZER,MAS OBTIVE A RESPOSTA LENDO ESSA MATÉRIA!! AGRADEÇO E QUE DEUS VOS ABENÇOE CADA VEZ MAIS!!!

Anônimo disse...

Uma mensagem maravilhosa que abre nossos olhos e nos ajuda a refletir como agimos com nossos filhos. A bíblia realmente é um manual de vida para nós é a boca de Deus falando, orientando, dirigindo nosso viver.
Obrigada!

Margarida disse...

Uma mensagem maravilhosa,que me ajudara a melhorar a educação da minha filha de 4 anos,o que me chamou atenção foi, jejuar pelos os nossos filhos,com certeza irei sim e que todos os pais que lerem essa mensagem façam isso é muito importante, Deus age nesse momento quando deixamos nas suas mãos.